A Escola Básica e Secundária da Ponta do Sol celebrou no dia 5 de janeiro de 2017, o seu 40.º Aniversário.

A data foi assinalada com uma cerimónia, a partir das 09:30, no Pavilhão Gimnodesportivo, contando com a presença do Secretário Regional da Educação e o Presidente da Câmara Municipal, entre outras entidades.

A Escola tem uma História para contar…

A Ponta do Sol, desde o início de 1977, passou a usufruir de uma escola preparatória na qual se ministrava o 2.º ciclo. O processo para a sua concretização foi moroso e resultou do anseio, vontade e persistência de um grupo de pontasolenses que se organizou no intuito de fazer chegar à sua terra a continuidade dos estudos.

Em meados do século XX, era quase impossível os nossos jovens continuarem a estudar a não ser recorrendo aos estabelecimentos de ensino sediados no Funchal.

No início da década de setenta do século passado, um grupo de residentes do Concelho, tendo à cabeça o Padre Manuel Marques, fez nascer um projeto sui generis denominado “Colégio Clandestino” que funcionava no regime de “ensino particular doméstico” onde se ministrava os 1.º e 2.º ciclos do ensino liceal. Pretendia-se assim, alargar os estudos para além da escolaridade obrigatória (4.ª classe) às crianças e aos jovens desta localidade. No Concelho da Ribeira Brava funcionava uma escola preparatória, mas beneficiava pouco os nossos jovens. Paralelamente ao funcionamento do “Colégio Clandestino”, surge o grupo de concidadãos que se movimenta através de uma petição/abaixo assinado encaminhada para o Ministério da Educação de então, no intuito de criar uma escola daquele nível de escolaridade para servir o Concelho. Com a abertura da nova escola, o “Colégio Clandestino” deixaria de ser privado, e os seus alunos passariam a frequentar a escola pública.

Com a Revolução do 25 de Abril de 1974 o processo de criação torna-se realidade. No dia 5 de Janeiro de 1977 é publicado no Diário da República a oficialização da nova escola com a denominação de Escola Preparatória da Ponta do Sol.

Durante uma década, a escola funcionou no edifício designado “O Patronato”, antigo “solar da fidalguia”, situado na rua Padre Leão Henriques, no qual se ministrava o ensino preparatório. Com o alargamento da escolaridade obrigatória para nove anos, a falta de instalações no edifício da sede, impõe a abertura do 3º ciclo do ensino secundário unificado, num anexo do Solar dos Esmeraldos na Lombada. É no século XXI que se procede à junção dos dois edifícios com a construção do edifício de raiz, situado no sítio da Rateira, na margem direita da ribeira, junto à Estrada do V Centenário. Com a edificação das atuais instalações, cuja inauguração aconteceu no dia 4 de Março de 2001, estão criadas as condições para responder a novos desafios. Assim, no ano letivo 2001/2002, é implementado o ensino secundário com a lecionação do 10.º ano.

Com a regionalização do ensino, a nossa escola chegou a chamar-se Escola Preparatória Rodrigo Enes, em homenagem àquele que se considera ser um dos mais antigos povoadores da Ponta do Sol e que se fixou nesta localidade por volta de 1440. Com a abertura ao ensino secundário passou a  designar-se Escola Básica e Secundária da Ponta do Sol.

Ao longo destes quarenta anos, a escola tem sabido responder orgulhosamente aos problemas, aos desafios e às exigências da comunidade educativa, tornando-se em lugar privilegiado de ensino, aprendizagem e espaço de convivência.

Estas são algumas migalhas resgatadas das memórias da Escola e que confirmam que a NOSSA ESCOLA traz consigo uma grande História, tornando-se, a partir de agora, mais fácil e apetecível de contar.

Gabriela Relva

 

Ver fotos